Marketing Digital

O que é Inbound Marketing? Entenda tudo sobre essa estratégia!

o que é inbound marketing

O marketing é um universo fantástico. Ele cria, explora e entrega valor para responder às necessidades de um serviço ou produto de um negócio. Tem como escopo principal a criação de valores para chamar a atenção de um determinado público.

A medida que o tempo passa, a sociedade evolui. Com isso, o marketing também progride. A exemplo disso, basta pesquisar um pouco sobre o passado do marketing e você perceberá quanta coisa mudou de lá para cá. Estratégias que antes funcionavam, hoje podem parecer obsoletas. 

Resumindo, assim como as empresas precisaram se adequar à LGPD, o marketing está em constante evolução, tendo que se adequar às demandas que surgem por meio dos públicos existentes. 

Fato é que a necessidade do consumidor muda com o tempo. Antes, por exemplo, pela pouca concorrência entre produtos iguais de marcas diferentes, o apelo do marketing era quase cem por cento racional: compre este detergente porque ele limpa bem. 

Com o aumento da concorrência, esse apelo racional deixou de ser eficaz, fazendo com que o marketing começasse a se valer mais de estratégias que se valiam da emoção das pessoas. E isso é cada vez mais forte com o passar do tempo. 

Simplesmente dizer que funciona ou é bom, já não basta. Hoje em dia, os consumidores se importam com o propósito e os valores de uma marca e o inbound marketing entende isso e visa outros caminhos que vão além da publicidade tradicional. 

Por falar em inbound marketing é um desses caminhos e hoje vamos falar um pouco mais o que é inbound marketing. Além de entender melhor como é que funcionam as estratégias que ele engloba. 

A palavra “inbound” é do idioma inglês e, em tradução, significa “enredar”. A seguir, você entenderá o porquê desse nome ser utilizado nessa vertente do marketing. Então sem mais delongas, vamos para o conteúdo!

O que é inboud marketing? 

O inbound marketing nada mais é do que um conceito do marketing que tem como escopo principal a atração, conversão e encantamento dos prospects, ou seja, potenciais clientes de uma determinada marca. 

Pode ser que você tenha ouvido falar de inbound marketing com um outro nome: marketing de atração. Mas se ainda assim você nunca ouviu falar, pode ficar tranquilo que hoje é o dia de entender tudo sobre o assunto. 

Como já dissemos ali em cima, o inbound marketing, ou marketing de atração, foge bastante da publicidade tradicional e com isso, cria uma conexão com um determinado público-alvo por meio dos seguintes alicerces: marketing de conteúdo que nada mais é do que a produção de conteúdo para atrair consumidores, SEO(Search Engine Optimization) que é uma técnica para otimizar a busca desse conteúdo na internet de forma orgânica e estratégias por meio de redes sociais. 

Sua grande vantagem é que, diferente das outras abordagens do marketing, o marketing de atração comunica sem necessariamente interromper o que o potencial cliente está fazendo. 

E sabe porque isso é excelente? Porque vivemos uma economia do tempo, onde a chuva de conteúdo que cai sobre nós é tamanha, que ser interrompido vem sendo um incômodo que as pessoas já não querem tanto ter. 

A prova disso é que as pessoas pagam para não serem interrompidas: Youtube Premium e Spotify Premium são exemplos claros disso. A interrupção desses serviços gera um incômodo tremendo e as marcas que interrompem o conteúdo acabam gerando o efeito oposto da atração. 

Inbound Markerting: a origem. 

Agora que você já sabe o que é inbound marketing, que tal saber um pouco da origem dessa vertente do marketing? Bom, embora o marketing de atração venha sendo utilizado até mesmo de forma inconsciente pelos profissionais de marketing, fato é que o termo foi dado por Brian Hallingan da Hubspot. 

Só que, de acordo com Peter Druker, os preceitos do Inbound Marketing não é lá uma novidade, sendo utilizado por muitas décadas e se baseando nos fundamentos de Seth Godin, com o marketing de permissão. 

Se tem inbound, tem outbound? 

A resposta é sim. E você sabe qual é a diferença entre eles? Bom, o outbound é o que já conhecemos. O marketing mais tradicional que anuncia em comunicação digital e impressa. 

E o que isso significa? Que o outbound marketing tem um proposta totalmente adversa ao inbound marketing. Nele, a interrupção é constante, a comunicação é unilateral ao invés de ser mais aberta que nem o inbound e por conta desses fatores, acaba propondo um menor engajamento. 

Qual é o benefício do inbound marketing? 

Já comentamos brevemente quais são as vantagens, além de falar sobre definição e como funciona. Mas vamos abordar de forma mais detalhada como é que o inbound marketing pode fazer a diferença em uma estratégia de comunicação para um negócio. 

O primeiro benefício do inbound marketing é atrair o público certo por meio de conteúdo relevante para ele. Diferente do que propõe o marketing tradicional que interrompe e acaba atrapalhando a experiência do usuário, no inbound você tem contato direto com o cliente por meio de algo relevante que é o conteúdo. 

Em outras palavras, esse benefício acaba promovendo uma relação de ganha-ganha com o cliente. A marca faz a conexão e o cliente consome um conteúdo relevante. 

Mas por que isso faz alcançar o público certo? A resposta para essa pergunta é que por meio da criação de conteúdo, você tem um público mais segmentado possível, ao invés de comunicar para um grupo maior que não esteja segmentado. 

Deu para entender direitinho? Agora você já sabe o que ele contempla e, seja para criação de sites de conteúdo ou qualquer outra estratégia que busca atrair clientes, você sabe que tem inbound marketing envolvido no processo. 

Percebeu como que as marcas que você gosta podem se comunicar com você de uma forma bem mais sutil, sem interromper o que você está fazendo e, além de tudo isso, gerar conteúdo relevante para você consumir. O inbound marketing é realmente uma ferramenta que veio mesmo para ficar.